Blog

EQUILÍBRIO | DIETA É COMER SAUDÁVEL

Quebrar a dieta por um dia é uma das propostas de Mary Evans, a mentora do dia da Dieta Internacional Sem Dieta, que se celebra há mais de duas décadas a 6 maio. Mas, para nós, dieta é comer saudável.

 

Fugir das dietas irrealistas de emagrecimento, nem sempre é fácil. Sobretudo, porque há muito que se instalou uma certa vassalagem coletiva ao ‘culto do emagrecimento’. Sim, é verdade que um corpo elegante pode ser esteticamente mais atraente, mas será saudável?

Há especialistas que defendem que as dietas são mais do que a soma das abordagens para perder peso e, se podem ser perigosas, é porque nem todas levam em consideração a multidimensionalidade da nutrição.

Portanto, a melhor maneira de fazer uma boa dieta alimentar e ainda perder peso, é comer saudável. É preciso, e possível, perder peso sem retirar da sua dieta tudo o que o seu organismo precisa.

Depois, não esquecer aquilo que é óbvio, e que também aqui já referimos: os metabolismos são diferentes. Há pessoas que emagrecem facilmente, outras levam mais tempo.
Por este motivo, regra geral, e sem um diagnóstico rigoroso, os especialistas recomendam que se opte pela famosa ‘Dieta Mediterrânica’.

De acordo com investigações do Instituto Nacional de Saúde norte-americano, até ao momento a tradicional Dieta Mediterrânica tem sido a mais intensamente estudada. O que lhe confere credibilidade. Mas os mesmos especialistas chamam a atenção para a predisposição genética – a incidência de acidente vascular, o perfil lipídico e a glicémia – e o comportamento alimentar emocional. Tudo isto, consideram, pode deixar a perder uma boa dieta alimentar.

Nada pode ser descurado, sobretudo quando se trata da nossa saúde.
A Dieta Mediterrânica é caracterizada por alimentos fitoquímicos, como frutas e vegetais, com elevado poder na prevenção das doenças referidas.

MAS O QUE É A DIETA MEDITERRÂNICA?

A tradicional Dieta Mediterrânica refere-se a padrões alimentares das diversas regiões do Mediterrâneo, desde a década de 60, e consiste nas diferentes dietas de cada uma das regiões. Esta dieta é baseada no consumo diário de azeite, que é a principal fonte de gordura, e caracterizada pela elevada ingestão de vegetais, frutas, legumes, cereais integrais, nozes e sementes, vinho tinto – moderado e às refeições – frutos do mar, queijo, produtos lácteos, como iogurte e queijo, aves, ovos, mas também carne vermelha (pouco) e, claro, doces.

O azeite é considerado o ex-líbris desta dieta, e o seu consumo representa elevada ingestão de ácidos graxos monoinsaturados e menor ingestão de ácidos graxos saturados. O azeite tem, portanto, elevados benefícios para a saúde.

Mas da Dieta Mediterrânica faz também parte a atividade física, bem como a hidratação diária. É fundamental beber, aproximadamente, dois litros de água por dia. O papel desta dieta na prevenção de doenças cardiovasculares é elevadíssimo.

PORQUÊ O AZEITE?

Pelo seu poder antioxidante. Os compostos do azeite são considerados potentes agentes antioxidantes, capazes de eliminar radicais livres. Um artigo da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto indica que o consumo de azeite virgem é responsável pela diminuição de ocorrência de cancro, doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes.

E A SPIRULINA?

E já que se fala em antioxidantes, temos de falar da spirulina, a alga verde-azulada com elevado efeito antioxidante. Com a dose certa, encontramos este superalimento no suplemento Termolipo Suta Spirulina Technology. Não só ajuda a emagrecer, como é um forte aliado no combate ao excesso de gordura corporal.

Na composição deste lipolítico/termogénico encontra-se a piperina, que tem a vantagem adicional de ser uma substância termogénica, a qual contribui para atenuar a diferenciação das células acumuladoras de gordura, contrariando a obesidade corporal.

Os especialistas defendem que a deficiência nutricional é tipicamente a causa número um de comer em excesso. Então, se o seu corpo requer nutrientes como zinco, magnésio e ácidos graxos essenciais, todos encontrados na spirulina, e não os ganha suficientemente através da alimentação, deverá suplementar.

Ao comer alimentos densamente nutritivos, e manter por perto aliados como a spirulina, fornece ao seu organismo as matérias-primas necessárias para mantê-lo saudável e ativar a secreção da hormona da saciedade, a leptina. Ou seja, ajuda a manter o seu apetite controlado.

A título de curiosidade, saiba que em 2014 um grupo de investigadores da Austrália e do Reino Unido publicaram um estudo no qual concluíram que a leptina parece ser a responsável pelo aumento da pressão arterial que ocorre com o aumento de peso.
Além de ajudar a perder peso, a Spirulina contém inúmeros ingredientes necessários para a nossa saúde.

Segundo a FDA, a Spirulina contém quantidades significativas de cálcio, niacina, potássio, magnésio, vitaminas do complexo B e ferro, além de aminoácidos essenciais e proteínas.
A nutricionista e porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética, em Pittsburgh, nos EUA, Heather Mangieri, considera, no entanto, que para chegar perto das quantidades diárias recomendadas, teria de se tomar suplementos de spirulina todo o dia. Por isso, afirma: “Como nutricionista, recomendo fortemente que as pessoas obtenham os seus nutrientes a partir de alimentos através de uma dieta saudável, porque os nutrientes funcionam em sinergia, e isso aumenta a biodisponibilidade”.

AFINAL, O QUE COMER?

A dieta mediterrânica é a cozinha simples, à base de preparados que protegem os ingredientes, como os cozidos, sopas, ensopados, caldeiradas. As de peixe são as mais frequentes em Portugal.
Consumo elevado de vegetais, frutos secos e oleaginosas é uma prioridade.

Aposte forte nas frutas da época. E aqui ganha de duas maneiras: a fruta da época, regra geral, é a mais barata e fornece-lhe as vitaminas de que precisa.
Consumir moderadamente carnes vermelhas, bem como laticínios e bebidas alcoólicas. A água sim, deve ser a bebida principal durante todo o dia. O azeite, claro, é aliado de excelência, e as ervas aromáticas, excelentes substitutas do sal.

Na prática, a Dieta Mediterrânica inclui tudo. Já ouviu dizer que comer tudo com moderação não faz mal? Na verdade é esse o princípio.
Comer moderadamente, praticar exercício e conviver.

Os laboratórios Suta Spirulina Technology há mais de uma década que se dedicam à investigação dos benefícios da spirulina, um superalimento com elevado poder antioxidante. Saiba mais aqui.

(Créditos:Imagem DR)