Blog

SPIRULINA | REGENERA É ANTIOXIDANTE E AJUDA SISTEMA IMUNITÁRIO

Os benefícios da Spirulina são inúmeros, mas a pergunta que se impõe agora é: porque é que esta microalga foi resgatada por Mirela Suta para a sua marca de dermocosmética? Porque, entre outros motivos, é um excelente antioxidante, regenerador e ajuda no sistema imunitário.

Na busca do ingrediente perfeito que cumprisse o objetivo de integrar a beleza na saúde, Mirela Suta descobriu a spirulina. E não foi por acaso. Após diversos estudos, provas laboratoriais e em clínica, concluiu que os benefícios dos compostos desta cianobactéria tinham de estar presentes em produtos cosméticos que ajudam, de facto, a manter a beleza e saúde da pele, o nosso maior órgão. E assim nasceu a marca portuguesa Suta Spirulina Technology, composta por uma gama de produtos com base nesta microalga e que garantem os resultados descritos.

De facto, a spirulina, além de todas as suas qualidades comprovadas para a saúde em geral, sendo por isso muito utilizada em suplementos, contém um extraordinário antioxidante/polipeptídeo, a ficocianina. A ficocianina tem, de acordo com diversos estudos, a capacidade de desencadear a produção das células estaminais.
Os antioxidantes protegem contra danos no ADN e o envelhecimento prematuro de células.

SISTEMA IMUNITÁRIO

Estudos levados a cabo por cientistas japoneses e chineses sugerem que a ficocianina aumenta a atividade dos linfócitos. A função geral do sistema linfático é manter a saúde de outros órgãos do corpo e proteger contra o cancro, úlceras, hemorragias e outras doenças. Assim, os resultados sugerem que a ficocianina não se limita a ‘atacar’ o cancro, como fortalece a resistência do corpo através do sistema linfático.
Os investigadores concluem, portanto, que a ficocianina pode ter papel ativo na prevenção de uma série de doenças degenerativas de órgãos, pelo facto de aumentar o sistema imunitário.

AÇÃO ANTITÓXICA

Diversas investigações confirmam que a spirulina tem propriedades antitóxicas e que pode ajudar a neutralizar os poluentes no corpo por ferro, arsénico e mercúrio. Há zonas do mundo onde as populações correm o risco de envenenamento por consumo de água potável contaminada, pelo que os cientistas sugerem que a spirulina seja usada para o tratamento clínico do envenenamento por poluentes.

A RIQUEZA DA PROTEÍNA

Quanto à capacidade de regeneração da Spirulina, deve-se à proteína que a compõe. A spirulina tem a maior concentração de proteína do que qualquer alimento conhecido, na quantidade de 65-71 por cento no seu peso. Uma proteína, recorde-se, contém 8 aminoácidos necessários para a saúde.
Os aminoácidos têm um papel no metabolismo celular, desintoxicação, regeneração e reparação de tecidos. Além disso, os aminoácidos influenciam a função do sistema nervoso, sistema cardiovascular, hormonas e músculos.

 

(Créditos:Imagem DR)